Re: Os Ninja no Roda Viva: o futuro explodindo o velho

imagem de Marroni
Marroni

Há uma mensagem encriptografada no discurso dos  dois Ninja. 
E muito esperta, fruto de muitos debates e reflexões. Em nenhum momento falam de empresas, mercados ou capitalismo. Antes de anunciarem qualquer anacronismo, das cartilhas denuncistas da velha esquerda, procuraram mostrar como estão tentando superar os limites da propriedade privada e resgatar, na prática, o coletivismo do trabalho.
Não denunciam as contradições do capitalismo. Estão tentando mostrar como viver além delas.
Há um esforço claro da parte de ambos em fazer a distinção entre as suas posições pessoais e a interpretação do que representam.
Mais que isso, verbalizaram, por meio destes dois porta-vozes, o pensamento de uma inteligência orgânica coletiva.