Causas e soluções para a falta de mobilidade urbana

Por Assis Ribeiro

Do Vermelho

Imobilidade urbana

Jaime Sautchuck

Uma grande conquista dos trabalhadores brasileiros na primeira metade do século passado foi sem dúvida a jornada de oito horas diárias de trabalho. Foi uma luta que nasceu com o capitalismo e significa o direito ao tempo livre, ou à preguiça, que quer dizer melhor qualidade de vida.

Entretanto, hoje são raros os trabalhadores tupiniquins que gastem menos de duas horas por dia nos deslocamentos casa-trabalho e vice-versa. E não estamos falando apenas de São Paulo, Rio de Janeiro ou de outros grandes centros. Nas médias e nas pequenas cidades, está ocorrendo o mesmo problema. Leia mais »

Suspenso corte de recursos da Orquestra Sinfônica Brasileira

Por alfeu

Da Agência Brasil

Prefeitura do Rio decide suspender corte de recursos da Orquestra Sinfônica Brasileira

Rio de Janeiro – O prefeito do Rio, Eduardo Paes, voltou atrás e decidiu suspender o corte de R$ 8 milhões para a Fundação da Orquestra Sinfônica Brasileira (Fosb) e manter o repasse anual ao conjunto. A decisão foi tomada na tarde de hoje (2) durante reunião entre os conselheiros da fundação, o prefeito e o secretário municipal de Cultura, Sérgio Sá Leitão. Para aproximar os órgãos municipais e a entidade, o prefeito Eduardo Paes exigiu que o secretário integre o corpo de conselheiros da Fosb.

Em nota, a assessoria de comunicação da fundação informou que, no encontro, a Fosb “apresentou um desenho geral de seus projetos para os próximos anos e detalhou seu modelo de gestão”. Leia mais »

O esquema de fraude de licitações em Blumenau

Por Nonato Amorim

Nassif & Amigos, está vindo à tona todo o jogo sujo dos 8 anos em que governou nossa cidade, Blumenau, o atual Presidente do BADESC e ex-prefeito João Paulo Kleinubing, ex-DEM e atual PSD. Horas de escutas telefônicas comprovam o grande balcão de negócios em que se transformou nossa prefeitura, onde o mote era compra de votos, negociatas escusas e fraudes em licitações. Ainda por cima o grampo revelou frases como "o povo que se foda". É mole? Abrs.

Do Uol

Governador de SC diz que mantém no cargo presidente do Badesc alvo de investigação

Renan Antunes de Oliveira

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), vai manter João Paulo Kleinubing no cargo de presidente do Badesc (Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina), segundo informou por meio de nota divulgada na noite desta quarta-feira (1º).  Ex-prefeito de Blumenau (130 km de Florianópolis), Kleinubing é investigado do MPE (Ministério Público Estadual), em Santa Catarina, por suposto envolvimento em um megaesquema de corrupção que teria desviado R$ 100 milhões, entre 2005 a 2012.

Foi a primeira manifestação de Colombo sobre o tema desde a divulgação de escutas telefônicas obtidas com autorização da Justiça pelo UOLEm uma delas, o ex-prefeito aparece em um diálogo em que supostamente indica a um secretário como fraudar uma licitação para obter verbas do Badesc. Leia mais »

Servidores municipais de SP terão reajuste de 79%

Por Marco Antonio L.

Da Rede Brasil Atual

Haddad anuncia que 60 mil servidores terão reajuste de 79,8%

Por Tadeu Breda

São Paulo – O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), aproveitou as comemorações do 1º de Maio para anunciar que a maior parte dos servidores municipais aceitou reajuste de 79% no salário. “Queria dizer que a prefeitura de São Paulo, ontem, fechou acordo com mais de 30 sindicatos do serviço público municipal, e a gente decidiu dá um aumento do piso de nível básico na cidade de São Paulo de 79% para o serviço municipal. Dia 1º de Maio, estamos celebrando um acordo com quase todos os sindicatos que representam os trabalhadores municipais”, disse durante evento da CUT no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade. Leia mais »

Decretada quebra do sigilo bancário de ex-diretor do Ilume

Do Estadão

Com nome em lista de propinas, ex-diretor do Ilume tem sigilo bancário quebrado

Diego Zanchetta, com Rodrigo Brugarelli e Fausto Macedo

A Justiça decretou a quebra do sigilo bancário do ex-diretor do Departamento de Iluminação Pública (Ilume) na gestão de Gilberto Kassab (PSD), Paulo Candura, e de duas empresas das quais ele teria recebido pagamentos – Consladel Construtora e Trópico Equipamentos Elétricos. Segundo o Ministério Público Estadual, Candura apareceu em uma “lista das propinas” pagas pela Trópico para facilitar o direcionamento de licitações públicas e realizar consultorias personalizadas para as empresa.

A ação foi proposta pelo promotor Silvio Antonio Marques, que agora vai analisar os documentos recebidos com a quebra do sigilo para continuar as investigações. Candura, que é funcionário concursado do Ilume desde 1991 e ocupou a direção do órgão entre 2005 e 2006, na gestão de José Serra (PSDB), e entre 2009 e 2010, nega ter recebido qualquer valor das empresas. “As denúncias são improcedentes”, afirmou seu advogado, Paulo Porto Fernandes. A reportagem não conseguiu contato ontem com representantes das empresas. Leia mais »

As sugestões via internet do Plano Diretor de SP

Do Estadão

Paulistano vai poder enviar sugestões para o Plano Diretor pela internet 

Tiago Dantas

A população poderá contribuir com a revisão do Plano Diretor Estratégico enviando sugestões à Prefeitura pela internet. Um canal eletrônico deve ser lançado neste sábado, 27, durante a primeira das dez reuniões programadas para a etapa inicial de revisão do plano. A participação da comunidade nas reuniões será incentivada a partir do encontro deste sábado. Na plataforma digital, porém, ela só deve ser permitida no fim de maio. Até lá, o site servirá para reunir todo o material que os técnicos da Prefeitura apresentarem durante as reuniões.

O evento deste sábado deve começar às 8h no campus Memorial da Uninove (Avenida Doutor Adolpho Pinto, 109, Barra Funda). No período da manhã os debatedores vão fazer uma avaliação do Plano Diretor em vigor, que foi aprovado em 2002, e discutir o painel "A Cidade Que Queremos". O tema das apresentações da tarde, após o almoço, será "Uso e Ocupação do Solo". A reunião está prevista para terminar às 17h. A audiência será transmitida ao vivo pelo site da Prefeitura (www.prefeitura.sp.gov.br) Leia mais »

Promotores se unem contra a incineração de lixo em todo país

  

Já nas primeiras horas do XIII Congresso Brasileiro do Ministério Público do Meio Ambiente, que acontece em Vitória (ES), procuradores e promotores de todo o Brasil anunciaram que a partir de hoje se posicionarão completamente contra a incineração de lixo. A pauta foi levantada na reunião do Conselho de Coordenadores dos Centros de Apoio de Meio Ambiente (Concauma) e a decisão foi unânime entre representantes dos 23 estados brasileiros presentes.

De acordo com o vice-presidente da Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (Abrampa), o promotor de Justiça do Maranhão Fernando Barreto Júnior, o próximo passo será o questionamento de todos os empreendimentos que busquem este tipo de destinação final para o lixo. Barreto também afirma que a incineração está na contramão da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Leia mais »

Política Nacional de Resíduos Sólidos: a lei, ora, a lei…

 A Política Nacional de Resíduos Sólidos depois de vinte anos de parto  e dois de vigência está morrendo na região metropolitana de São Paulo, vítima de uma cadeia de irresponsabilidade que envolve consultorias, administrações municipais e o órgão ambiental do Estado.

A Lei 12.305/2010 discutida exaustivamente com diversos segmentos sociais objetiva o urgente cuidado de pessoas e do ambiente, pela recuperação de todos os resíduos sólidos secos e úmidos, integração de um milhão de catadores nos sistemas públicos de coleta seletiva e compartilhamento, com o setor produtivo, do ônus pela recuperação dos recicláveis secos. Leia mais »

Construção de torres faz vila em SP afundar

Por MiriamL

Do Estadão

Vila no Brooklin afunda após obras em São Paulo

Cercada por cinco torres construídas a menos de 50 metros de distância, uma vila dos anos 1960 no Brooklin, na zona sul de São Paulo, afundou. São 17 casas com rachaduras nas paredes, trincas nos muros e moradores desesperados.

Eles culpam a Brookfield, responsável por erguer dois prédios de 26 andares cada e dois andares de garagens no subsolo, ao lado dos imóveis danificados. A empresa nega.

Moradores contam que, com o afundamento, o esgoto das casas retorna pelos ralos quase todos os dias. Portas fecham sozinhas e é visível o desnível entre o piso da sala e o chão do quintal em algumas casas. O asfalto da rua está repleto de crateras.

Perícia feita por uma empresa de engenharia, contratada pelos donos das casas danificadas, aponta que o condomínio vizinho Brooklin Park, da Brookfield, inaugurado em agosto de 2010, rebaixou o lençol freático e, por isso, causou o solapamento da vila da Rua Doutor Armando Poci, uma travessa da movimentada Rua Arizona, ao lado da Marginal do Pinheiros. Leia mais »

Ativistas contra incineração de lixo ganham o "Nobel Verde"

Por Dan Moche Schneider

Autor: GAIA - Aliança Global para Alternativas à Incineração

A catadora Nohra Padilla e o professor italiano Rossano Ercolini receberam o Prêmio Goldman de prestígio Ambiental em uma cerimônia realizada hoje, dia 15/04, em  San Francisco, EUA. Eles são dois de um grupo de seis vencedores, cuja liderança tem alcançado excelentes impactos ambientais no mundo.

Nohra e Rossano vem de locais opostos do mundo. Ela é da cidade tumultuada de Bogotá, Colômbia. Ele é da terra rústica Capannori, Itália. Apesar de suas origens e experiências são muito diferentes, eles compartilham uma causa comum e profunda: a gestão responsável de resíduos sólidos para o benefício das comunidades, trabalhadores e do planeta.

"Eu sou uma catadora, o que significa que presto um serviço público essencial que permite a recuperação de materiais reutilizáveis e recicláveis que de outra forma acabam em aterros ou incineradores", disse Nohra. "Este é um componente-chave de um sistema de desperdício zero. Através da nossa rede de cooperativas de catadores de materiais recicláveis reunimos 100 vezes o que consegue a indústria de reciclagem formal em Bogotá" declara. Leia mais »

Imagens: 
Catadoras em luta pela coleta seletiva contra a incineração

Ativistas contra a incineração de lixo ganham o "Nobel Verde

A catadora Nohra Padilla e o professor italiano Rossano Ercolini receberam o Prêmio Goldman de prestígio Ambiental em uma cerimônia realizada hoje, dia 15/04, em  San Francisco, EUA. Eles são dois de um grupo de seis vencedores, cuja liderança tem alcançado excelentes impactos ambientais no mundo.

Nohra e Rossano vem de locais opostos do mundo. Ela é da cidade tumultuada de Bogotá, Colômbia. Ele é da terra rústica Capannori, Itália. Apesar de suas origens e experiências são muito diferentes, eles compartilham uma causa comum e profunda: a gestão responsável de resíduos sólidos para o benefício das comunidades, trabalhadores e do planeta. Leia mais »

Imagens: 
Catadoras em luta pela coleta seletiva contra a incineração

Estado do Rio de Janeiro vende batalhões da PM

Por Helio J. Rocha-Pinto

Do O Globo

Estado vende batalhões da PM sem se preocupar com a destinação dessas áreas

Simone Candida e Natanael Damasceno

A lista oficial de unidades que serão esvaziadas nos próximos meses inclui, além do QG, o 6º BPM (Tijuca) e o 2º BPM (Botafogo) 

RIO - Com o início da desativação — e a contagem regressiva para a implosão — do prédio do Quartel-General da Polícia Militar, na Rua Evaristo da Veiga, no Centro, o Rio se prepara para um período de bota-abaixo dos batalhões da PM. A lista oficial de unidades que serão esvaziadas nos próximos meses inclui, além do QG, o 6º BPM (Tijuca) e o 2º BPM (Botafogo), que, juntos, somam 21 mil metros quadrados. Todos são ilhas de espaço no meio de bairros densamente ocupados. A medida já começa a provocar polêmica com os vizinhos, que temem a chegada de espigões, reclamam de não terem sido consultados sobre a venda e gostariam de ver esses espaços destinados ao uso público.

A demolição do QG, inicialmente marcada para 16 de abril, segundo o governo do estado, depende da mudança da corporação para o prédio da Uerj. A previsão é que o último PM saia de lá no dia 11 de agosto. Ou seja: no segundo semestre, tudo o que está de pé no terreno de 13,5 mil metros quadrados vai virar pó. Leia mais »

O Plano de Resíduos de São Bernardo do Campo

 

A administração pública de São Bernardo de campo, município da região metropolitana de São Paulo, pretende investir centenas de milhões de Reais num modelo tecnológico e de gestão de resíduos sólidos baseado numa importante omissão, que pode ser resumida numa única frase pinçada do seu Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos: “O ideal é que o município implante um programa eficiente que recupere a médio prazo, 20% do total dos resíduos coletados”.

Por força da melhor gestão e do artigo 9º da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que prioriza a reciclagem sobre qualquer outra forma de tratamento, o município deve reciclar não 20%, mas 87% de todos os resíduos (100% dos resíduos secos e úmidos). Prioridade é, segundo Houaiss, condição do que é o primeiro em tempo, ordem, preferência, primazia, urgência, premência. Leia mais »

Sobrevivente do Carandiru relembra o massacre 20 anos depois

Do Estadão

'Eles subiram e foram matando dezenas', lembra sobrevivente

Missionário Francis Lins tinha 25 anos e estava preso havia 5 quando ocorreu a tragédia

Bruno Paes Manso, Danielle Villela, Diego Cardoso e Luciano Bottini

O missionário Francis Lins, de 45 anos, estava no Pavilhão 9 do Carandiru no dia 2 de outubro de 1992. Tinha 25 anos e estava, havia 5, preso por assalto a mão armada, homicídio qualificado e furto qualificado. Antes de ser preso, levou diversos tiros que lhe deixaram marcas no corpo. Depois de sobreviver ao massacre, passou a atuar em evangelização e a viajar pelas igrejas do interior para contar sua história. Chamava o Carandiru de “a casa do diabo velho”, um lugar muito difícil de sobreviver.

Como começou o massacre?
Foi uma briga entre dois presos. O Braba e o Coelho. Um esfaqueou o outro. Aconteceu do nada, não foi premeditado.

E depois?
Um deles foi para a enfermaria e o outro se apresentou na carceragem, numa cela de disciplina. Só que os amigos do ferido compraram a briga e tentaram invadir a carceragem. Os funcionários abandonaram o pavilhão achando que era uma rebelião. Aí começou o quebra-quebra. Os presos passaram a andar com facas e madeira, para se defender na briga.

Leia mais »

Haddad focado no presente, na administração de São Paulo

Do Estadão

‘Eu tenho um programa de metas, o Lula tem outro’, diz Haddad

Prefeito de São Paulo diz que tem ‘reflexões próprias’ sobre eleições de 2014, mas está mais preocupado com a gestão da cidade

'Gosto disso aqui', disse sobre ficar 8 anos na Prefeitura - Robson Fernandjes/Estadão

Robson Fernandjes/Estadão
'Gosto disso aqui', disse sobre ficar 8 anos na Prefeitura
 

Em entrevista ao Estado, Fernando Haddad (PT) adota o discurso de que não tem tempo para pensar em seu futuro político e minimiza seu papel na reeleição da presidente Dilma Rousseff. Ao mesmo tempo, torna-se peça mais importante do tabuleiro político nacional, seja ao adiar o reajuste da tarifa de ônibus para segurar a inflação, ao assumir a dianteira das renegociações das dívidas dos municípios ou a emparedar o governador Geraldo Alckmin (PSDB) para adotar o bilhete único mensal. 

O ex-presidente Lula disse que a prioridade do PT para 2014 é reeleger a presidente Dilma. O que o senhor fará para ajudar a cumprir a meta?
Então, eu tenho um programa de metas, e ele (Lula) tem outro. Se cada um cumprir o seu.

Mas o senhor tem um peso grande no partido por ser prefeito da maior cidade do País.
Eu como prefeito tenho um plano de metas. A melhor coisa que posso fazer pelo meu partido, pela presidente, pelos candidatos das nossas coligações é fazer o trabalho que estou procurando realizar.

O senhor conversa com o ex-presidente Lula? Ele tem influência na gestão da cidade?
Bem, na verdade, não. A gente está conversando mais sobre política. Ele me fez uma visita de cortesia aqui com o pessoal do instituto, uma conversa rápida e agradável, mas tratamos mais de política. 

Leia mais »