CPTM é condenada por ofertar transporte "sub-humano"

Sugestão de anarquista sério

Folha de S.Paulo

Advogado ganha indenização por pegar trem lotado em SP  

PAULA FELIX
DO "AGORA" 

A Justiça paulista condenou a CPTM (Companha Paulista de Trens Metropolitanos) a indenizar por danos morais um advogado que pegou um trem lotado. A ação estabelece indenização de R$ 15 mil. A companhia pode recorrer.

O advogado Felippe Mendonça, 35, afirma que, no dia 2 de fevereiro do ano passado, embarcou por volta das 18h na estação Pinheiros da linha 9-esmeralda (Osasco-Grajaú), com destino à estação Granja Julieta. Leia mais »

os invasores tudo, aos verdadeiros donos nada!

O Povo Tupinambá de Olivença é um Povo Guerreiro e irá lutar o quanto for preciso por seus Direitos.

Recentemente mais uma vez fomos apunhalados por uma decisão truculenta do Judiciário Federal de Ilhéus. Foi dado reintegração de posse aos invasores de nosso Território e com isso várias famílias serão desabrigadas, incluindo inclusive uma Escola e um Posto de Saúde que está sob ameaça de ser demolido.

Estamos falando de mais de 150 estudantes que ficarão sem aula, uma Comunidade inteira sem atendimento à saude e várias famílias sem suas casas.

Tudo isso está acontecendo na Comunidade do Acuipe. Esta mesma Comunidade em fevereiro do ano passado teve várias casas demolidas em uma ação feita com o apoio da Polícia Federal. Eu estive no local na época e fizemos uma matéria a respeito (vejam => http://www.indiosonline.net/mais-uma-acao-violenta-no-povo-tupinamba-de-...).
Leia mais »

O consumo de álcool e drogas entre os motociclistas em SP

Sugerido por Mara Lucia

Do Uol

Falta de habilitação e consumo de álcool são principais causas de acidentes com motociclistas

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (15) revela que 67% dos acidentes com motos na cidade de São Paulo que resultaram em lesões graves aconteceram com motoristas que não possuíam carteira de habilitação. Entre os devidamente habilitados, 43% dos acidentes com motos resultaram em lesões graves. Além disso, 21% dos motociclistas acidentados haviam consumido álcool ou drogas antes de dirigir --7,1% haviam bebido e 14,2%, usado droga ilícita (cocaína e maconha foram as mais comuns).

O projeto, coordenado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, contou com a participação do Hospital das Clínicas e de órgãos públicos, como a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, e privados, como a Abraciclo (Associação  Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares). Leia mais »

As Igrejas e a ajuda aos moradores de rua

Por Cláudio José

PROJETO: NA CASA DO SENHOR, SEMPRE CABE MAIS UM

Amigos (as) o que me corta o coração é ver pelas ruas inúmeras famílias com crianças pelas calçadas sem um teto ou abrigo, temos pelo Brasil, milhares de igrejas de diversas religiões, que poderiam com ajuda do governo participarem de uma forma organizada de um grande mutirão de solidariedade no resgate dessas famílias das ruas, pois muitas vezes essas igrejas ficam vazias, quando não tem reunião. Pensando nisso os governos municipal, estadual e federal poderiam dar uma ajuda de custo de um salário mínimo, para que cada igreja adote, uma família de rua, mas essa família ficaria na igreja por um período de no máximo de 6 meses, para organizar a sua vida, e teria obrigações para cumprir como, fazer cursos oferecidos pelo governo, matricular as crianças na escola, etc. O governo também ofereceria um grande conjunto de ações como psicólogos e assistentes sociais, que visitariam essas famílias, que teriam um acompanhamento de perto, pois só com a união de forças e que poderemos ajudar essas famílias vencerem na vida, pois com disse o Papa, sempre dá para botar mais um pouquinho de água no feijão e NA CASA DO SENHOR SEMPRE, CABE MAIS UM. Com esse projeto nós poderemos tirar das ruas, de uma forma humanizada milhares de seres humanos, basta ter um pouco de boa vontade e Deus no coração.

Atenciosamente:
Cláudio José, um amigo do povo. Leia mais »

As mudanças na Tropa de Choque do Rio de Janeiro

Do Estadão

PM do Rio anuncia mudanças na Tropa de Choque

Tenente-coronel Fábio Almeida de Souza deixa o comando e passa a liderar o Bope; PM nega que as trocas tenham a ver com atuação do Choque nas manifestações

CLARISSA THOMÉ E FÁBIO GRELLET

Um dia depois de o diretor do Departamento-Geral de Polícia da Capital do Rio, delegado Ricardo Dominguez, ter feito duras críticas à atuação do Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) na manifestação em frente ao Palácio Guanabara, a corporação anunciou nesta quinta-feira mudanças no comando da tropa. O comandante do Batalhão de Choque da PM, tenente-coronel Fábio Almeida de Souza, deixa o comando da tropa, cargo que ocupa desde outubro de 2011, e passará a liderar o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), onde já serviu.

A PM negou que a troca de comando tenha a ver com as críticas à atuação do Choque nas manifestações. De acordo com a assessoria da polícia, o novo comandante da corporação, coronel José Luís Castro Menezes, tem feito mudanças nos batalhões desde que foi nomeado, há dez dias. O tenente-coronel Márcio Oliveira Rocha assumirá o Choque. Ele estava no Batalhão da Tijuca. Leia mais »

Santa Catarina pode ter Conselho Estadual LGBT

Sugerido por Gunter Zibell - SP

Do Acontece LGBT

Conselho Estadual LGBT pode ser realidade em Santa Catarina até o final do ano

Por Carla Ayres

Em dezembro de 2012 foi publicada no Diário Oficial de Santa Catarina – nº 19.480 – a Portaria de nº 119/2012 pela qual o Secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Renda instituiu uma Comissão Pró-Criação do Conselho Estadual LGBT-SC. Desde então, um grupo formado por representantes do Governo, da OAB e de entidades da sociedade civil têm se reunido constantemente. O fruto destes encontros é a Lei de Criação do Conselho Estadual de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CELGBT-SC).

A boa notícia é que na última semana o governador Raimundo Colombo encaminhou à Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (ALESC) o PL 0315.6/2013 que cria o Conselho Estadual de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. A proposta foi lida na sessão do dia 13 de agosto e iniciou a tramitação. As comissões responsáveis pela avaliação do PL antes de seguir para votação são, respectivamente: Comissão de Constituição e Justiça; Comissão de Finanças e Tributação; e Comissão de Direitos Humanos. Leia mais »

As desigualdades criadas pelas falhas no sistema educacional

Sugerido por alfeu

Do Envolverde/IPS

Brecha juvenil em emprego e sexualidade segura

por Raúl Pierri, da IPS

Ahmad Alhendawi, enviado especial do secretário-geral da Organização das Nações Unidas para a Juventude, dialoga com participantes do programa Jovens em Rede do bairro de Manga, em Montevidéu. Foto: David Puig/UNFPA

Montevidéu, Uruguai, 14/8/2013 – As falhas do sistema educacional da América Latina e do Caribe criam desigualdades que continuam afastando grande parte da população jovem dos empregos dignos e de uma sexualidade segura. Cerca de metade das e dos jovens sexualmente ativos da região jamais usaram um método anticoncepcional, e estima-se que 20% das meninas e meninos da região são filhos de mães adolescentes, com idades entre dez e 19 anos.

No entanto, a prevalência do HIV, vírus causador da aids, embora tenha diminuído, continua sendo alta. Cerca de 250 mil latino-americanos entre 15 e 24 anos vivem com HIV. Estes dados foram divulgados durante a Primeira Reunião da Conferência Regional sobre População e Desenvolvimento da América Latina e do Caribe, que começou no dia 12 e terminará amanhã, em Montevidéu, no Uruguai. Leia mais »

Lei protege direitos de estudantes transexuais na Califórnia

Do O Globo

Lei na Califórnia protege direitos de estudantes transexuais

Alunos do jardim de infância ao ensino médio poderão escolher qual banheiro usar e entre times femininos e masculinos

Nova legislação é a primeira adotada por um estado americano e passa a valer no dia 1° de janeiro de 2014

WASHINGTON - A Califórnia tornou-se nesta terça-feira o primeiro estado americano a permitir que estudantes transexuais escolham se desejam usar os banheiros ou vestiários masculinos ou femininos em suas escolas. A medida, que se aplica do jardim de infância ao ensino médio, foi assinada pelo governador Jerry Brown na segunda-feira, mas só entrará em vigor em 1° de janeiro de 2014. Mesmo assim, já vem despertando debate.

A legislação é a primeira no país que especifica o acesso a instalações em escolas públicas baseado em identidade de gênero. Estados como Massachusetts e Connecticut têm políticas que garantem proteções semelhantes, mas a Califórnia é o primeiro a aprovar uma lei sobre o assunto. Para o presidente da Assembleia estadual, John Perez, a legislação põe o estado “na liderança dos direitos dos transgêneros”. Leia mais »

A intolerância aos homossexuais na Rússia

Sugerido por Gunter Zibell - SP

Da Folha

Gays russos não encontram refúgio, causando furor no Ocidente

DAVID M. HERSZENHORN
DO "NEW YORK TIMES", EM MOSCOU

Se este artigo estivesse sendo publicado por um jornal russo, teria classificação de censura 18 --como um filme pornográfico-- e deveria conter o seguinte alerta: "Este artigo contém informações inadequadas para menores de 18 anos, de acordo com a legislação russa".

Alertas como esse, anexos a quaisquer artigos que discutam a homossexualidade ou os direitos dos gays, são resultado de uma lei que nominalmente "protege" as crianças ao proibir "propaganda de relacionamentos sexuais não tradicionais", mas que é entendida de modo mais amplo como esforço para reprimir a homossexualidade e o incipiente movimento russo de defesa dos direitos dos gays.

A lei, assinada em junho pelo presidente Vladimir Putin, deflagrou condenação internacional e apanhou o Kremlin de surpresa ao causar uma controvérsia política tóxica, que as autoridades desejavam desesperadamente evitar nos meses que antecedem a Olimpíada de Inverno de Sochi, em 2014. Leia mais »

Alguns dados sobre a concentração de renda no Brasil

Sugerido por Assis Ribeiro

Do Viomundo

Marcio Pochmann e a concentração de renda no Brasil: imposto cobrado dos pobres paga juros para os mais ricos

por Luiz Carlos Azenha

As cenas acima são um registro do cotidiano numa ocupação do Jardim Wilma Flor, em Cidade Tiradentes, extremo da Zona Leste de São Paulo.

Um lembrete de uma realidade registrada assim no livro Qual desenvolvimento?, do economista Marcio Pochmann:

A concentração da renda e da riqueza é uma marca inalienável do Brasil. De acordo com o Atlas de exclusão social — Os ricos no Brasil (Campos, 2004), somente 5 mil clãs apropriam-se de 45% de toda a riqueza e renda nacional, embora o país tenha mais de 51 milhões de famílias.

Quando o autoritarismo predominou, os ricos foram os mais beneficiados, mantendo inalterado o padrão distributivo excludente no país.

… a composição fundiária segue muito concentrada. A estrutura tributária permanece regressiva, com a população pobre pagando mais impostos e os ricos quase que incólumes, enquanto a estrutura social permanece distante das possibilidades governamentais de garantia da universalidade e qualidade necessária dos bens, serviços e equipamentos sociais básicos para toda a população.

… perceber que a distância da separação entre o menor e o maior salário no país chega a atingir quase 2 mil vezes parece inacreditável nesse início de terceiro milênio. Leia mais »

Vídeos: 
Veja o vídeo

Cabral anuncia fim de restrição a eventos em áreas com UPPs

Sugerido por implacavel

Do O Globo

Cabral usa jornal comunitário para anunciar fim de restrição a eventos em áreas com UPPs

Decisão foi revelada em vídeo e postada no Facebook do Voz da Comunidade

Comandantes de UPP e delegados estavam dificultando a realização de bailes funk

RIO - Em entrevista ao jornal Voz da Comunidade, o governador Sérgio Cabral anunciou nesta terça-feira a revogação da Resolução 013, que delegou a comandantes de batalhões e de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), e a delegados distritais o poder de autorizar a realização de eventos artísticos, sociais e desportivos em suas áreas de atuação. Na prática, a polícia costuma agir para impedir, especialmente, a realização de bailes funk em comunidades pacificadas. O anúncio foi feito após um encontro com jovens de várias comunidades, entre eles Renê Silva, da Voz da Comunidade, jornal do Complexo do Alemão. Leia mais »

Nossas cidades são "bombas socioecológicas", diz urbanista

Sugerido por Webster Franklin

Do site Carta Maior

Nossas cidades são bombas socioecológicas

A urbanista da USP Ermínia Maricato não se surpreende com o fato de o transporte ter sido o estopim das manifestações que vêm ocorrendo nas cidades brasileiras. Nesta entrevista, ela fala sobre o caos urbano e quase tudo que o compõe, como mobilidade, mercado imobiliário, interesses das corporações, condições de vida e saúde. Por Rose Spina, da revista 'Teoria e Debate'

São Paulo - Não foi por falta de aviso! A urbanista Ermínia Maricato há alguns anos chama a atenção para os impasses na política urbana brasileira e alerta para o fato de nossas cidades serem verdadeiras bombas-relógio. Professora colaboradora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, da qual foi titular por mais de 35 anos, e professora visitante da Unicamp, Ermínia foi secretária Executiva do Ministério das Cidades (2003-2005) e de Habitação e Desenvolvimento Urbano do Município de São Paulo (1989-2002), no governo Luíza Erundina. A autora de O Impasse da Política Urbana no Brasil (Editora Vozes), que integra o Conselho da Cidade de São Paulo, diante de tantos obstáculos para uma verdadeira reforma urbana, não quer mais saber de cargos, quer ser movimento social, ir para a rua.

Alguma surpresa com o fato de as manifestações ocorridas em junho terem como estopim a situação do transporte coletivo? Leia mais »

Um relato sobre a anorexia infantil

Sugerido por Anarquista Lúcida

Do Outras Palavras

A anorexia infantil e as portas de vidro

Em crônica contundente, escritora, artista e fotógrafa norte-americana relata doença da filha e revela como tornou-se onipresente associação insana entre sucesso e corpos “bem-feitos”

Por Maíssa Bakri

À primeira vista, não seria de ser esperar que isso aconteceria em uma família como a de Kristi Belcamino: desde o dia em que deu à luz a uma menina, a palavra “dieta” foi banida das conversas da casa. Não se assinavam revistas de moda e a televisão era monitorada de perto. Daí se justifica seu espanto ao perceber que sua filha, com apenas nove anos de idade, estava anoréxica, pesando 22 quilos. Em uma crônica contundente para a revista norte-americana Salon, Kristi relata seu choque ao descobrir que a anorexia não respeita as portas nem dos mais conscientes lares. Leia mais »

Os profissionais do Mais Médicos que atuarão em SP

Do Diário de São Paulo

Elas contam porque aceitaram o Mais Médicos

Duas médicas do grupo de 45 profissionais que passará a atuar em SP revelam porque encararam desafio

FILIPE SANSONE

Beatriz da Costa Thome tem 35 anos, estudou em uma universidade pública da capital, já trabalhou em Moçambique, Quênia, Congo, Ruanda e Costa do Marfim, na África, e em Seattle e Nova York, nos Estados Unidos. Agora ela vai atuar em São Paulo. Kátia Regina Marquinis tem 39 anos, estudou em uma faculdade pública do interior, trabalhou quase toda carreira na capital e, em breve, estará em São Bernardo do Campo, na região do ABC.

Ambas fazem parte do grupo de 45 médicos que passará a atender em setembro na capital e demais regiões do estado de São Paulo pelo programa Mais Médicos do governo federal.

A primeira é pediatra especializada em saúde pública e, a segunda, é oftalmologista com especialização em uveítes (inflamações em diversas estruturas do olho, associadas a outras doenças). Apesar das diferenças, ambas têm algo em comum: a vontade de retribuir a oportunidade de ter cursado medicina em uma instituição pública prestando atendimento às camadas mais pobres e vulneráveis da sociedade. Leia mais »

A pesquisa do IBGE para conhecer a saúde da população

Sugerido por Gunter Zibell - SP

Do Terra

Em pesquisa inédita, IBGE medirá pressão e coletará urina da população

Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) coletará amostras para monitorar diabetes e concentração de sal e colesterol dos brasileiros

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) começa nesta segunda-feira a fazer um levantamento inédito no País. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) pretende visitar 80 mil domicílios em 1,6 mil municípios de todo o Brasil com o objetivo de conhecer a saúde e o estilo de vida da população. Pela primeira vez na história, uma pesquisa do IBGE tomará medidas de pressão arterial e realizará exames de sangue e urina - de um morador maior de idade escolhido de forma aleatória em cada um dos domicílios visitados. 

As medidas de pressão arterial e as amostras de sangue e urina são necessárias para monitorar diabetes, sal na urina, colesterol entre outros dados necessários para o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento de Doenças Crônicas Não Transmissíveis - que prevê redução do tabagismo, doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, entre outras enfermidades. A pesquisa será realizada de cinco em cinco anos. Leia mais »