Entrevista: Sonia Regina Miranda

Autor: 

Desde janeiro último, as escolas públicas municipais não são mais obrigadas a receber livros didáticos do Ministério da Educação (MEC). O Decreto nº 7.084/2010 estabelece que, a partir de 2011, só receberão o material as escolas que aderirem ao Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Sob a justificativa de que a medida conterá os desperdícios - já que muitas obras acabam sendo estocadas em instituições de ensino - o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia ligada ao MEC e responsável pela execução do PNLD, também espera que os municípios que resolveram não aderir ao programa, e optaram por contratar sistemas privados de ensino, expliquem à sociedade as razões da decisão. Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
imagem de robertasales

TV Cultura

Tema: 
TV Cultura
Vamos construir juntos um Mutirão sobre a TV Cultura
Imagem: 

A proposta é fazer um levantamento histórico da emissora com estudos, vídeos, reportagens, fotos, programas, entrevistas e todo o material que pudermos juntar para contextualizar a criação, desenvolvimento, desafios e conquistas  da emissora, até chegarmos ao momento atual.

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Universidades Federais conseguem mais autonomia

Autor: 

A autonomia às universidades federais, prevista no artigo 207 da Constituição Federal, começou a sair do papel na semana passada, após mais de 20 anos, com a assinatura de três decretos que vão permitir maior maleabilidade na gestão financeira e administrativa das instituições de ensino. Embora considerem as medidas um avanço importante, representantes de instituições de classe e reitores acreditam que ainda há muito a se fazer.

De acordo com a secretária de Educação Superior do Ministério da Educação, Maria Paula Dallari Bucci, os decretos atendem um pleito antigo das instituições federais, atadas para repor pessoal e dificuldades de gestão financeira. A secretária explica que os decretos 7.232 e 7.233 estão no âmbito da agenda de autonomia das universidades federais, previstas no artigo.
Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 

Déficit de pessoal ameaça funcionamento de Hospitais Universitários

Autor: 

Ao longo dos anos os Hospitais Universitários (HU) públicos passaram a desempenhar um papel importante no atendimento à saúde da população em geral. Hoje, 98% dos leitos dessas instituições de ensino e saúde são utilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, os HU apresentam déficit significativo de recursos humanos.

Segundo levantamento feito pelo Ministério da Educação (MEC), e apresentado em maio de 2009, dos 11.464 leitos espalhados entre todas as universidades públicas federais do país, 9,80%, ou 1.124, estão desativados por falta de recursos humanos. O diagnóstico do MEC destaca, ainda, que 46 HU federais realizaram, em 2008, mais de 1 milhão de atendimentos emergências, 402.836 internações, 6.356.641 consultas e 20.880.230 procedimentos. Em 2008, esses hospitais foram responsáveis por 10,71% dos transplantes realizados no país.
Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Caminhos do Direito de Aprender

Estudo analisa as práticas e metodologias de 26 municípios brasileiros na busca pela qualidade da educação.

Realizadores: Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF),  União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

imagem de robertasales

Autonomia das Universidades

Tema: 
Autonomia das Universidades
Vamos discutir a autonomia das universidades públicas na gestão de recursos e pessoal
Imagem: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Brasilianas.org discute as cotas raciais

Autor: 

Negros, brancos, índios, pobres e ricos, este é o retrato do Brasil, país de diversidade cultural acentuada, que enfrenta diariamente a desigualdade étnica e social. E, na tentativa de promover a igualdade, surgem as políticas afirmativas. Uma das ações mais polêmicas é a proposta de criação das cotas raciais, cujo objetivo é garantir o ingresso de negros nas universidades públicas e/ou privadas.

Entretanto, a proposta é polêmica e levanta duas correntes de pensamento: para a primeira, as cotas reparam os abusos históricos sofridos pelos negros e são mecanismos de inclusão; já para a segunda, as cotas ampliam o preconceito racial e, por beneficiar negros, culminam na exclusão social. Negros e brancos pobres não teriam o mesmo direito à educação? A política de cotas raciais, não beneficiaria apenas o negro e deixaria o pobre, branco, à margem? Qual seria o modelo ideal de programas de inclusão: critérios étnicos ou sócio-econômicos? O que pensam as universidades? Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 

Modelo de gestão melhora educação de estados

A recente divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb/2009) apesar de apresentar, na maioria dos casos, resultados que superaram as metas estipuladas, deu  início a uma série de questionamentos acerca dos critérios de avaliação e dos métodos de gestão da educação adotados nos estados. Dentre os estados com os melhores resultados estão Minas Gerais e Paraná. Ambos apostaram na gestão como estratégia para  evoluir o desempenho de alunos e professores, garantindo índices acima do esperado.

Criado em 2007 pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão vinculado ao MEC (Ministério da Educação), o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, o Ideb, tem por objetivo avaliar a situação da educação básica no país (que engloba desde 2007 o ensino fundamental e o médio), levando em consideração o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. O índice possibilita ao Inep a sistematização de resultados sintéticos que podem ajudar o governo na especificação de metas educacionais para cada estado. Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

"Como nossos pais" - Políticas Públicas para juventude

Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) análise o cenário brasileiro de políticas públicas para juventude. Dentre os temas abordados, o acesso à educação.

 

Educação e Infraestrutura para a Competitividade e o Desenvolvimento Sustentável do Brasil

Macroplan analisa setores estratégico para garantir crescimento sustentável do país. O estudo focalizou em educação e infraestrutura.

Crescimento sustentado precisa focar na educação

Autor: 

Um forte crescimento econômico brasileiro nos próximos anos, comparado a patamares chineses, parece ser um movimento inexorável de acordo com especialistas. No entanto, o país precisa acertar algumas incongruências para que esse crescimento seja sustentado, é o que aponta levantamento realizado pela consultoria Macroplan, que avaliou alguns pilares da economia, como a educação.


Com base em dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), a falta de mão de obra qualificada no país é apontado como uma das evidências da baixa escolaridade da população brasileira, de acordo com o relatório. Em números, esse déficit na área de construção civil chega a 71 mil trabalhadores; no comércio, faltam 100 mil profissionais apenas nas Regiões Sul e Sudeste; e em Tecnologia da Informação, hoje a carência por profissionais chega a 100 mil, número que pode atingir 200 mil profissionais em 2013. Somente neste ano, cerca de seis milhões de trabalhadores com baixa qualificação não conseguiram postos de trabalho.


Dentre os pontos sugeridos pelo documento para melhorar o quadro atual, estão: Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 

Resultados IDEB

imagem de robertasales

Educação

Temática: 
Educação
Tema: 
Políticas Sociais
Vamos discutir aqui os programas de educação no Brasil e os índices de qualidade educacional.
Destaque Home
Chamada: 
Participe do copião sobre educação no Brasil

O Second Life na educação

A dissertação de mestrado buscou verificar se a comunicação e a ética praticada no Second Life, mundo virtual de livre acesso on-line em 3D, contribuem para a educação considerando as primeiras evidências da utilização do software, em diversas instituições de ensino no Brasil e as principais experiências sobre seu potencial pedagógico.

Cultura e juventude: a formação dos jovens nos Pontos de Cultura

Esta pesquisa tem como objetivo identificar a relação entre o acesso à cultura, o processo pedagógico de formação de jovens e sua inserção comunitária. Para tanto, baseamos este estudo na experiência de jovens que participaram da formação realizada em Pontos de Cultura, instituições contempladas no programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania - Cultura Viva e que implementaram a ação Agente Cultura Viva. Situamos esse programa na cena pública cultural brasileira do período de 2003 a 2008, marcada pelo debate sobre a formulação de políticas de valorização da diversidade de expressões culturais.

É possível identificar recorrências nos relatos dos jovens entrevistados, que revelam o significado do processo de formação marcado pela experimentação de diversas linguagens estéticas, pela vivência intergeracional e pela convivência comunitária. Essas ações, por sua vez, estimularam a ampliação do espaço público de fruição cultural e a sociabilidade criadora, que impulsiona o trabalho coletivo e juvenil de criação.

Arquivo: