Governo da Eslovênia tenta salvar sistema bancário

Por Paulo F.

Do Dinheirovivo.pt

Primeira-ministra eslovena assegurou que o seu governo trabalha "dia e noite" para salvar o sistema bancário

Alenka Bratusek: Eslovénia trabalha "dia e noite" para salvar o sistema bancárioAlenka Bratusek esteve hoje em Bruxelas

A primeira-ministra da Eslovénia, Alenka Bratusek, assegurou hoje em Bruxelas que o seu governo trabalha "dia e noite" para salvar o sistema bancário que, segundo a OCDE, precisa de uma "reforma urgente".

"Estamos a lidar com o problema literalmente dia e noite", disse a primeira-ministra eslovena à imprensa após um encontro em Bruxelas com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

"Absolutamente, estamos a tentar salvar o nosso sistema bancário", acrescentou Bratusek, em funções desde março.

Bratusek disse estar ciente de que os próximos tempos "não vão ser fáceis" para a Eslovénia e de que a principal tarefa do governo é "estabilizar o sistema bancário", nomeadamente com a criação, em junho, de um "bad bank" - entidade que absorve os ativos tóxicos.

A primeira-ministra disse também que o seu governo vai iniciar um programa de privatizações e reformar o sistema de pensões e as leis laborais para reduzir o défice orçamental.

Durão Barroso insistiu por seu lado que "não há um modelo universal" para resolver problemas na zona euro, numa aparente tentativa de afastar receios de que as condições exigidas no resgate de Chipre, como a taxa sobre os depósitos bancários, sejam aplicadas neste caso, como têm sugerido alguns analistas.

"A Eslovénia enfrenta uma tarefa muito exigente", disse Durão Barroso, acrescentando contudo estar "confiante de que a Eslovénia vai estar à altura do desafio".

Bratusek considerou no entanto improvável que o país consiga cumprir até 2015 as metas de consolidação fiscal estabelecidas pela União Europeia.

"Pessoalmente, tenho problemas" em relação a essa data, disse a primeira-ministra. "Penso que é demasiado otimista tendo em conta a atual situação económica e o défice".

Horas antes desta reunião em Bruxelas, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) afirmou que a estabilização dos bancos eslovenos tem de ser "a prioridade mais urgente".

Falando numa conferência de imprensa em Ljubljana, onde apresentou o mais recente relatório sobre o país, o secretário-geral adjunto da OCDE, Yves Leterme, assegurou no entanto que "não há razão para prever uma necessidade imediata de resgate" do país balcânico.

"A Eslovénia enfrenta uma grave crise bancária, causada por uma assunção de risco excessiva, uma governação corporativa débil dos bancos propriedade do Estado e instrumentos de supervisão insuficientes", segundo o relatório da organização.

A OCDE propõe medidas como novos testes de "stress" à banca e a recapitalização e privatização das entidades financeiras estatais, caso dos três maiores bancos do país.

Além do saneamento do setor bancário, a OCDE propõe como medidas mais urgentes a consolidação das finanças públicas e o aprofundamento das reformas estruturais, saudando contudo as reformas e medidas já adotadas.

"Se não forem adotadas mais medidas para equilibrar as contas públicas, a dívida pública alcançaria em 2025 100% do Produto Interno Bruto (PIB)", advertiu Leterme.

Os ativos tóxicos da banca eslovena ascendem a sete mil milhões de euros, ou 20% do PIB.

Segundo um relatório recente do Fundo Monetário Internacional, a Eslovénia precisa de se endividar este ano em três mil milhões de euros e os bancos precisam de uma nova recapitalização de mil milhões de euros.

A Comissão Europeia prevê que 2013 volte a ser um ano de recessão para a Eslovénia, com uma contração económica de 2%, depois da de 2,3% registada em 2012, ano em que a dívida pública eslovena alcançou os 54% do PIB.

 Alenka Bratusek considerou improvável cumprir metas de consolidação fiscal estabelecidas pela UE até 2015

Nenhum voto

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!