Re: Os Ninja no Roda Viva: o futuro explodindo o velho

imagem de RICARDO CASTRO MEIRA
RICARDO CASTRO MEIRA

Ao ver essa entrevista lembrei do poema de um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo do interior (se parece muito com os o Ninja), que dentre outras coisas diz: "No presente a mente, o corpo é diferente / E o passado é uma roupa que não nos serve mais"  

E para a velha mídia, em referência ao poema de Edgar Alan Poe (citado no texto abaixo): "Then the bird said, "Nevermore"" / "Shall be lifted - nevermore!"

Você não sente nem vê
Mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo,
Que uma nova mudança em breve vai acontecer.
E o que há algum tempo era novo, jovem,
Hoje é antigo, e precisamos todos, rejuvenescer.

Nunca mais meu pai falou: -She's leaving home!
E meteu o pé na estrada, like a Rolling Stones.
Nunca mais você buscou sua menina
Para correr no seu carro (loucura, chiclete e som).
Nunca mais você saiu à rua em grupo ou reunido
O dedo em V, cabelo ao vento, amor e flor, que é do cartaz.
No presente a mente, o corpo é diferente,
E o passado é uma roupa que não nos serve mais.
No presente a mente, o corpo é diferente,
E o passado é uma roupa que não nos serve mais.

Você não sente nem vê
Mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo,
Que uma nova mudança em breve vai acontecer.
E o que há algum tempo era novo, jovem,
Hoje é antigo, e precisamos todos, rejuvenescer.

Como Poe, poeta louco americano, eu pergunto ao passarinho:
-Black Bird, o que se faz?
Raven, rever, raven, rever, raven.
Black Bird me responde: -Tudo já ficou atrás.
Raven, rever, raven, rever, raven.
Assum Preto me responde: -O passado nunca mais.

Você não sente nem vê
Mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo,
Que uma nova mudança em breve vai acontecer
E o que há algum tempo era novo, jovem,
Hoje é antigo, e precisamos todos, rejuvenescer.

E precisamos todos, rejuvenescer.


 

RICARDO CASTRO MEIRA