O PR na oposição

Por Marco Antonio L.

Da Reuters

PR pode deixar base aliada de Dilma, diz fonte

11 de julho de 2011 • 16h01

O Partido da República (PR) pode caminhar para a oposição depois que a presidente Dilma Rousseff afastou a cúpula do Ministério dos Transportes por denúncias de fraudes, que culminaram na renúncia do ex-ministro Alfredo Nascimento.

Segundo um parlamentar do PR, que pediu para não ser identificado, há um movimento interno, capitaneado pelo presidente de honra do partido, o deputado Valdemar da Costa Neto (SP), para deixar a base de sustentação do governo.

O parlamentar afirmou, nesta segunda-feira, que levaria essas informações ao governo, pois o movimento não tem o apoio integral de todos os membros e afirmou que aconselhará a presidente Dilma Rousseff a apostar na divisão interna do PR.

"Eu acho que ela deve nomear o novo ministro, escolhendo dentro dos quadros do partido o que mais lhe convier. E deve apostar nessa divisão interna, porque nem todos estão com o Valdemar", afirmou.

Alguns parlamentares do partido ficaram irritados com a decisão de Dilma de afastar imediatamente os envolvidos na denúncia de que haveria um esquema de propinas nos projetos da área de transportes. O esquema renderia aos cofres do PR até 5 por cento dos contratos do setor, segundo a denúncia publicada pela revista Veja.

A reação rápida da presidente, sem consultar previamente o partido, deixou sequelas na relação com a base aliada, em especial no PR.

O PR quer ser ouvido pela presidente antes que ela decida quem chefiará o Ministério dos Transportes, que interinamente está sendo comandando por Paulo Sérgio Passos, filiado ao partido, mas sem apoio político para continuar.

"O que acontece é que o Valdemar já notou que não poderá manter o acerto que fez com alguns parlamentares e, por isso, acredita que será melhor migrar para a oposição. Acho que ele tem uns 20 parlamentares sob seu controle", avaliou essa fonte. O PR tem 40 deputados e 6 senadores.

O líder da bancada na Câmara, Lincoln Portela (MG), disse que desconhece esse movimento e que esse assunto ainda não está sendo discutido na cúpula do partido. "Que eu saiba não tem isso de sair da base", afirmou.

No Palácio do Planalto, há um temor em relação ao depoimento do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit), Luís Antônio Pagot, no Congresso na terça-feira. Ele poderia estar magoado com a forma que foi afastado do governo e poderia tentar envolver outros membros do Executivo em novas denúncias.

Para arrefecer um pouco a indignação de parte do PR e de Pagot, Dilma chegou a convidar o senador Blairo Maggi (PR-MT) para suceder Nascimento. O ex-governado, no entanto, decidiu não aceitar a proposta por ver impedimentos legais para assumir o posto, uma vez que suas empresas têm contratos com o governo e no setor de transportes. Maggi é o padrinho político de Pagot.

Até o final da semana passada, Dilma estava pouco disposta a negociar com o PR a escolha do futuro ministro dos Transportes. Com essa possibilidade de perder parte do seu apoio no Congresso, a presidente pode se inclinar e discutir a sucessão com o aliado. 

Nenhum voto
28 comentários
imagem de Mario Blaya
Mario Blaya

chantagem e mais chantagem!  como a Dilma provou ser fraca vai cair nessa também!

 

"A verdade é a melhor camuflagem. Ninguém acredita nela." MAX FRICH

 
imagem de ProfJoão
ProfJoão

Não acredito em mula sem cabeça, muito menos em Papai Noel, tampouco em teorias de grandes conspirações.

Explico: o PR não é um monolito (nenhum partido é), não é algo que o Valdemar da Costa Neto consiga manipular ao seu bel-prazer. Logo, eles estão blefando, para ver o que conseguem com mais esta chantagem.

Acho que o Governo deveria dizer: "quer sair, saiam", e "trucar" para ver até onde eles vão.

Sinceramente, não acho que um partido fisiologista como o PR sobreviva longe do poder. O PR sabe disto, e a Dilma também deve saber.

 
 
imagem de paulo toledo
paulo toledo
 
 
imagem de alfredo machado
alfredo machado

Caro Marco Antonio L.:

E ainda tem gente que acredita na instituição partido político, taí um bom exemplo ao vivo e a cores.

Pelo lado do governo, abrir mão de sete senadores não é medida política inteligente, já afastar Valdemar da Costa Neto (PR-SP) e seu grupo seria ótimo, pois são cerca de vinte possibilidades a menos de problemas no futuro.   

Sobre este cidadão ???, comentei recentemente:

“Como pode um político como este, réu confesso, conseguir votos para uma cadeira na Câmara?

Como a Justiça Eleitoral permitiu que um candidato como este, de currículo parlamentar semelhante a um lixo, pudesse concorrer a uma vaga para o Congresso, de deputado federal?

Taí o resultado da lambança inexplicável, este circo dos horrores no Ministério dos Transportes, onde o parlamentar se destaca como um dos palhaços principais.

Se não tivesse mandato, o nobre político já estava na rua - viva o corporativismo.”  

Um abraço  

 

 

 

 

 
 
imagem de Lauro Rocha
Lauro Rocha

Na verdade o PR tem 7 senadores, esqueceram o ex-Ministro dos Transportes na Matéria. O PT está apenas colhendo o que plantou, o PT sempre fez vistas grossas para a corrupção do PR e agora perderá 7 votos no Senado (o que é muito para uma abertura de CPI, por exemplo).

Bem feito.

 
 
imagem de Gilberto .
Gilberto .

Longe assim das eleições? Duvido. 

 

Gilberto .

 
imagem de Thomas Goroh
Thomas Goroh

PR........gosto do Paraná........lamento que a sigla seja utilizada por um Partido de Ratos.....

 
 
imagem de Wilson Melo
Wilson Melo

O que você tem contra os ratos?????

Em tempo: Valdemar da Costa Neto é presidente de honra (??) do partido? Como assim?

 

No habsburgo dos outros é refresco.

 
imagem de teco
teco

 VALDEMAR DA COSTA NETO. QUE NOME. QUE REPRESENTATIVIDADE. ATUALMENTE

 OCUPANDO CARGO POLÍTICO GRAÇAS AO SEU PADRINHO ELEITORAL, TIRIRICA.

 ESSE ESTORVO SE ACHA NO DIREITO DE BARGANHAR ALGUMA COISA?

 

 

 

 

 

 
 
imagem de Anonimo
Anonimo

PR na oposição?

Nem vendo eu acredito!

 

Comentário de: Zé da Silva

 
 
imagem de sergior
sergior

O PR na oposição pode significar a IURD na oposição? Isso seria uma tremenda mudança em relação ao período lulista. Pode marcar uma grande alteração no quadro nacional. O estilo trator de Dilma pode estar fazendo mais vítimas que o esperado.

 
 
imagem de CNunes
CNunes

Função pública - ou via eleição para o respectivo cargo, ou pessoa de carreira concursada.

Isso já daria uma esvaziada nos partidos de aluguel.

 
 
imagem de Ed Döer
Ed Döer

Pode sair que o PSD já ocupa o espaço na mesma hora. Embora me pareça uma troca de 6 por meia dúzia.

 
 
imagem de Roberto Veiga
Roberto Veiga

O problema, pro governo Dilma, não é o PR desembarcar, desde que desembarque sozinho. A base ainda continua gorda. O problema é ser so o primeiro a fazê-lo. Pode ser que sim, pode ser que não, mas com tantos abacaxis pra descascar de imediato (Copa do Mundo, Olimpiadas, trem-bala, dolar despencando), o governo Dilma ta meio paradão, não?

 
 
imagem de unai
unai

Ebaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Vai tarde! Quem sabe a gentge nao começa uma limpa! Cardozzo e Jhonbim que se cuidem!

 
 
imagem de marcos nunes
marcos nunes

A coligação com o PL (hoje PR) custou um preço caro, mas que o PT considerou justo pagar, possível pagar, nada de mais pagar, enfim, por que não pagar? O PT pagou, continuou pagando, continua, mas, peralá, não é o PT, é o governo, não é o governo, somos lá, peralá, por que, a bem da governabilidade, os políticos (de qualquer partido) tem que ser comprados com dinheiro público?

Mazelas como essas deviam ter sido extintas pelo governo de "oposição", mas não foram. Tem muita coisa esquisita nesse país, não?

 
 
imagem de Mário Mendonça
Mário Mendonça

Nassif

Este é um tipo de aliado extremamente oneroso; e a base tem uma boa gordura pra queimar.

Diga um nome no PR, que não traga constragimentos?

Fui

 

Mário Mendonça

 
imagem de Marcelo Silva
Marcelo Silva

Tiririca.

 
 
imagem de Luiz henrique
Luiz henrique

O PR so sai da base governista se o PSDB/DEM/PPS paulista lhe oferecer uma secretaria ou coisa parecida, nos moldes do acordo feito c o Maluf em SP. Eu nao acredito q eles vao sair da base governista p se unir ao ostracismo da oposicao, ate pq a velha midia so entrevista aquele deputado do PSDB, nem sei o nome dele, mas é um q tem cara de playboy e alma de um velho e ultraconservador neoliberal fundamentalista.

 
 
imagem de Marco Antonio L.
Marco Antonio L.

Parece algo plantado para testar a Presidenta Dilma. Vamos com calma com o andar da carruagem, aí tem. Eles vão querer abandonar um governo em crescimento, com a aprovação da grande maioria do povo? Acho brabo. Filé.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 
imagem de Durvaldisko
Durvaldisko

Partidos  fisiológicos não sobrevivem sem  as benesses do poder. PFL/DEM,  exemplo acabado,sem trocadilhos,esfumou-se,depois  de  mergulhar ávidamente no  legítimo mensalão,o único com provas documentais,fotográficas e sonorosas.Os remanescentes com incontrolável síndrome de abstinência,correram  para  os  braços de Kassab. Essa imoralidade  os Murdoch tupiniquins ignoram.

 
 
imagem de Jair Fonseca
Jair Fonseca

E aí vão continuar a chantagem. Depender desses m...s é uma m...a!

 
 
imagem de Malú
Malú

Que maravilha se isso acontecesse mesmo. Pelo menos aqui em Mato Grosso, esse partido só tem tranqueira.

 
 
imagem de Eduardo Dias
Eduardo Dias

Com partidos como o PR de aliados nenhum governo precisa de oposição.. se quiserem ir que vão se juntar a PSDB e DEMOS

 
 
imagem de anarquista sério
anarquista sério

''PR pode deixar base aliada de Dilma, diz fonte''

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Essa fonte está seca.

O PR( e a maioria) se alimenta com fonte afrodisíaca.E esse jarro de vitalidade,só o governo pode dar- qualquer governo.

Assim como o vampiro precisa de sangue pra sobreviver, o PR e o PMDB precisam de poder pra respirar.

 
 
imagem de Marcia
Marcia

Tomara que o PR se afaste mesmo. Não é bom para a democracia que partidos como o PR   pretenda chantagear o governo.

 

A verdade pode machucar mas é sempre mais digna.

 
imagem de Jorge de Cima
Jorge de Cima

Digamos que não é bom para o Brasil que esse partido exista.

 
 
imagem de Jorge Nunes
Jorge Nunes

Podemos até colocar que seria bom para a humanidade que este partido fosse apagado da história.

É como se tivesse um PFL na base aliada.

 
 

Postar novo Comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
CAPTCHA de imagem
Digite os caracteres exibidos na imagem acima.

Faça seu login e aproveite as funções multímidia!