imagem de Lilian Milena

Hoje Brasilianas.org discute política de redução de danos relacionada ao uso de drogas

Autor: 

Convidados avaliam cenário de uma possível legalização da maconha, além da descriminalização que tramita no STF

Hoje (05), em novo horário, a partir das 23h00, na TV Brasil, o programa Brasiliana.org exibe debate sobre políticas públicas para a redução e combate aos efeitos nocivos no uso de drogas. O professor do Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid) da Unifesp, Dr. Elisaldo Carlini, o antropólogo, diretor e pesquisador da Plataforma Brasileira de Política de Drogas (PBPD), Maurício Fiore e o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Alexandre Padilha avaliam o programa De Braços Abertos, da prefeitura de São Paulo, a descriminalização do porte de maconha, que pode ser aprovada pelo Supremo Tribunal Federal, e a tênue linha entre o uso recreativo de outras drogas e a dependência que podem causar. Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
Tags: 
imagem de Anônimo

RELATÓRIO MUNDIAL SOBRE DROGAS WDR 2010 Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC)

Área total utilizada para cultivo da coca diminuiu 28%, no período 2000-2009, segundo Relatório Mundial sobre Drogas (WDR 2010), do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

Entre 2008 e 2009, o espaço utilizado para cultivo caiu 5% no mundo, passando de 167.600 hectares para 158.800 hectares em 2009. O país que mais com a retração foi a Colômbia, que viu sua área de cultivo de coca diminuir em 58%, entre 2000 e 2009.

Arquivo: 
imagem de Lilian Milena

Cai área de produção de coca no mundo

Autor: 

Área total utilizada para cultivo da coca diminuiu 28%, no período 2000-2009, segundo Relatório Mundial sobre Drogas (WDR 2010), do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC).

Entre 2008 e 2009, o espaço utilizado para cultivo caiu 5% no mundo, passando de 167.600 hectares para 158.800 hectares em 2009. O país que mais contribuiu com a retração foi a Colômbia, que viu sua área de cultivo de coca diminuir em 58%, entre 2000 e 2009.

Em contrapartida, no mesmo período, a área de produção da planta base da cocaína aumento em 38% na Peru, e mais que dobrou na Bolívia (112%).

Os três países são os maiores cultivadores de coca no mundo. A Colômbia é responsável por 43% da produção, Peru por 38% e a Bolívia 19%.

Equador, Brasil e Venezuela são apresentados como os mais importantes para o trânsito dessa droga. Desses países a droga parte para África Ocidental, Europa e Estados Unidos. Antes, a maior parte da cocaína originária da Colômbia deixava o país via Golfo do México ou Oceano Pacífico. O aumento de pressões para coibir o tráfico e mudanças na demanda de mercado, alteraram a rota do transporte para os países vizinhos à Colômbia. Leia mais »

Tags: 
Tags: 
Tags: