Contratação de Soft Skills: benefícios e dicas

contratacao-soft-skills-beneficios-dicas

Atualmente, a contratação de soft skills é fundamental para o sucesso da sua organização. 

Olhando além das hard skills exigidas por um trabalho, como aquelas necessárias para computação em nuvem ou atendimento ao cliente, você pode atrair e reter os melhores talentos concentrando-se no recrutamento de soft skills.

De acordo com pesquisas recentes, 92% dos profissionais de contratação afirmaram que é cada vez mais importante buscar candidatos com habilidades sociais bem desenvolvidas. 

Na mesma pesquisa, 89% afirmaram que contratações ruins normalmente têm habilidades sociais ruins.

No entanto, as soft skills são muitas vezes mais difíceis de avaliar durante o processo de contratação. 

Analisando um currículo, é difícil dizer quais habilidades sociais alguém possui. E as perguntas da entrevista tradicional normalmente não se concentram nessas competências.

Neste artigo, exploramos alguns benefícios da contratação de soft skills para organizações. 

O que são hard skills?

As hard skills, ou habilidades técnicas, são as habilidades mais tangíveis e quantificáveis. 

Geralmente, você pode medir o produto do trabalho resultante das hard skills, como por exemplo, o candidato conhece um programa de computador ou não.

Estes são alguns exemplos de hard skills:

  • Digitar um determinado número de palavras por minuto;
  • Conhecer um programa de computador;
  • Proficiência em um idioma;
  • A capacidade de certificar e operar uma máquina ou sistema que requer treinamento comum para os operadores;
  • Análise de dados;
  • A capacidade de copiar ou editar documentos;
  • Um diploma específico, certificações reconhecidas pelo mercado de trabalho, licenciamento ou prêmios.

O que são soft skills

As soft skills são mais frequentemente vistas como traços de personalidade que você pode ter passado a vida inteira desenvolvendo. 

Elas são acionadas quando você administra seu tempo, se comunica com outras pessoas ou enfrenta uma situação difícil pela primeira vez.

São aquelas qualidades intangíveis que os empregadores procuram quando trazem novos membros para a equipe. 

Um funcionário que é um especialista técnico em seu campo pode não ter habilidades sociais para trabalhar bem com outras pessoas.

Provavelmente ele não será tão benéfico para sua empresa quanto alguém que tenha essas características adicionais.

As soft skills também são mais diversificadas do que as hard skills. Aqui estão alguns exemplos:

  • Habilidades efetivas de comunicação;
  • Expressão de empatia pelos problemas e pontos de estresse dos colegas;
  • Autoconsciência e a capacidade de “ler o ambiente”;
  • Capacidade de trabalhar bem em equipe;
  • Flexibilidade para assumir tarefas e aceitar mudanças;
  • Qualidades de liderança;
  • Gerenciamento do tempo de forma eficiente;
  • Ética de trabalho sólida e consistente;
  • Atenção aos detalhes.

Benefícios da contratação de Soft Skills

As habilidades sociais impactam de maneira positiva a produtividade do colaborador. 

Ter habilidades de comunicação efetiva, por exemplo, faz com que perguntas e respostas sejam específicas e objetivas, ajudando a concluir tarefas de forma mais rápida e eficaz.

Essas habilidades não técnicas afetam a maneira como uma pessoa absorve informações, faz seu trabalho diário, interage com outras pessoas, resolve problemas, etc. 

Considerar essa ampla categoria de habilidades no momento da contratação pode ser a diferença entre ter uma equipe previsível e uma de alto desempenho.

Amplie e diversifique seu pipeline de contratação

Maior produtividade no local de trabalho, retenção de funcionários e experiências aprimoradas de atendimento ao cliente não são os únicos benefícios da contratação de soft skills. 

Além disso, a contratação de soft skills permite que você amplie e diversifique seu pipeline de contratação, pois você está ampliando seu foco, considerando opções além das tradicionais.

De acordo com a Harvard Business Review, as empresas com pipelines de talentos robustos se concentram no potencial, muito mais do que nas habilidades técnicas. 

Elas entendem que as habilidades técnicas duram alguns anos, enquanto as habilidades sociais podem durar a vida toda.

Aumente a produtividade e a retenção no local de trabalho

O treinamento de soft skills aumenta a produtividade e a retenção em 12%, totalizando um retorno sobre o investimento de 256%. Isso deixa qualquer gestor financeiro feliz.

Além disso, à medida que o local de trabalho evolui rapidamente, a qualificação e a requalificação estão no topo da lista de tarefas de todos. 

O treinamento para soft skills não é diferente. Programas de desenvolvimento profissional para aprimorar habilidades sociais são muito importantes para reter funcionários qualificados.

Melhore a satisfação e a experiência do cliente

As habilidades sociais também são essenciais ao oferecer experiências de qualidade ao cliente. Afinal, a maioria das habilidades de atendimento são soft skills, como escuta ativa, comunicação e empatia.

E, claro, quando os clientes têm experiências melhores, isso leva a um aumento nas vendas. 

Pesquisas mostram que empresas focadas na experiência do cliente aumentam a receita e o valor da vida útil do cliente mais rápido do que as empresas que não focam nesse fator.

Facilidade de aperfeiçoamento

Habilidades soft skills são mais difíceis de ensinar ou aprender do que as hard skills, por estarem enraizadas na personalidade da pessoa, ao contrário das hard skills. 

Por exemplo, a empatia pode se estabelecer em função da experiência de vida de alguém.

Como as habilidades sociais estão ligadas à personalidade de um funcionário, a melhoria dessas habilidades requer aprendizado contínuo e autorreflexão. 

O mesmo não acontece com as hard skills. Quando você contrata para habilidades sociais primeiro, será mais fácil aprimorar os funcionários em suas habilidades técnicas. 

Dicas para implementar um processo de recrutamento focado em habilidades sociais

Profissionais que possuem soft skills são menos propensos a deixar o emprego porque estão mais investidos no sucesso da empresa.

São ótimos profissionais para serviços que adotaram o home office como gestor de redes sociais, programadores, designers, além de setores como suporte e atendimento em empresas.

Isso significa economia de tempo e recursos nos processos de recrutamento. Portanto:

Concentre-se em suas descrições de trabalho

Revise suas descrições de trabalho atuais. Elas se concentram em habilidades sociais, como comunicação ou trabalho em equipe? 

Se não, é hora de repensar. Revise as competências necessárias para a vaga disponível e refine seu anúncio de emprego de acordo. 

Reorientar seus requisitos de trabalho com habilidades sociais em mente não apenas ajuda você a encontrar o melhor candidato, mas também fortalece seu pipeline de talentos, ampliando seu grupo de profissionais qualificados.

Estruture suas entrevistas

Você sabe que habilidades técnicas podem ser treinadas, mas habilidades sociais, não. Por isso, é fundamental estruturar suas entrevistas de emprego de forma a solicitar informações sobre as competências de soft skills. 

No entanto, ao refinar seu processo de entrevista, certifique-se de padronizar suas perguntas, ajudando a manter possíveis vieses sob controle.

Utilize ferramentas de avaliação

As ferramentas de avaliação pré-contratação permitem que você identifique as habilidades sociais no topo do funil. 

Ao incorporar essas ferramentas em seu processo de contratação, você pode contratar até 10 vezes com mais precisão. 

Isso economiza dinheiro, tempo e, sim, frustração, enquanto cria uma melhor experiência de recrutamento para os candidatos.

Com ferramentas orientadas por IA, você pode começar a restringir seu pool de talentos rapidamente, fazendo a contratação certa na primeira vez. 

Compartilhar este post:

Quem Somos?

AdVivo é um blog com publicações diárias, sobre temas diversos, com o propósito de responder as mais diferentes perguntas dos usuários na internet.

Você vai gostar também

what you need to know

in your inbox every morning